Bonito está entre as cidades que compõem a Serra da Bodoquena no interior do Mato Grosso do Sul. A distância para a capital Campo Grande é de aproximadamente 300 km e o acesso até a região pode ser feito por via terrestre ou aérea. Pois Bonito dispõe de um aeroporto de porte pequeno que recebe voos de importantes cidades brasileiras.

A serra da Bodoquena abriga um dos pedaços mais intocados e maravilhosos de natureza do nosso Brasil, os municípios de Bonito e Jardins são os pontos de partida para diversas atrações e opções de mergulho e aventura, desde o mergulho em caverna, a uma simples flutuação no rio da prata, fazer um rapel de 72 metros no Abismo Anhumas ou conhecer o Buraco das Araras, opções não faltam, e com certeza 1 semana será pouco para conhecer todas as opções.

Com o apoio das operadoras locais que gentilmente nos convidaram á fazer parte de seus passeios, nos dando a oportunidade de conhecer alguns dos mais belos refúgios da região.  

Nascente do Olho d’agua

Para alcançar a nascente do rio Olho D’água, de onde começam os mergulhos, nosso grupo foi transportado até a RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural, onde fomos conduzidos por um experiente guia local, que nos ajudou com os equipamentos e nos deu uma verdadeira aula sobre o local. 

Logo no início da flutuação fui informado da presença de um jacaré, numa área próxima a nascente, após uma rápida exploração localizamos o animal, que estava muito bem camuflado em uma toca na margem do rio, com o apoio do guia, consegui me posicionar bem de frente ao animal que deveria ter por volta de 2 metros de comprimento, emocionante estar dentro da água com um animal tão imponente e objeto de admiração por ser um predador formidável.

O animal se mostrou calmo e apesar da minha proximidade e das luzes do meu flash, não se intimidou e continuou ali me fitando a menos de 10 cm de distância do domo da minha câmera, após muitos cliques, deslizei junto com o grupo seguindo a suave correnteza que nos levou calmamente por um passeio em um mundo subaquático fantástico.

Habitado por dezenas de espécies de peixes e plantas aquáticas, nos vimos cercados por enormes piraputangas, dourados, curimbatás, piaus, matogrossinhos e outros peixes nativos da região do pantanal, tivemos muita sorte e mais um encontro com um Jacaré que rendeu mais fotos e um pequeno susto pois o animal estava um pouco mais arisco que o primeiro.

Flutuamos rio abaixo, percorrendo em torno de 2 km, até o encontro dos rios Olho D’Água e Rio da Prata. Nesse ponto, terminamos nossa flutuação e voltamos por uma pequena trilha até nosso transporte, que nos conduziu a sede da fazenda para um almoço típico da região.

mais informações: www.bonitoweb.com.br/riodaprata

O Abismo Anhumas

O Abismo Anhumas é uma caverna situada á 23 km de Bonito, rodeada por uma floresta frondosa, cheia de vida, nem imaginamos o quão colossal e maravilhoso é o visual do abismo, seu acesso se dá por uma fenda que existe na rocha, um buraco no meio das pedras que de fora não condiz com o mundo subterrâneo ao qual dá acesso, através de técnicas verticais em rapel, temos acesso ao interior da caverna, que mais parece um estádio de futebol em tamanho e lembra o domo de uma catedral gótica em beleza.

São 72 metros de descida vertical, até o deck de madeira que flutua sobre um lago de águas cristalinas, atingindo 80 metros em sua parte mais profunda, a descida de rapel oferece uma visão única e panorâmica da caverna, uma viagem ao interior da mãe terra, é um lugar que propicia uma conexão com a natureza em um nível que eu jamais experimentei, além do rapel já ser uma aventura, após transportarmos e descer todo o equipamento de mergulho, duplas, câmeras, iluminação, etc, pois nos programamos para fazer um mergulho mais profundo e extenso para explorar melhor o interior da caverna alagada, equipos prontos: 

Agua !! ao imergir um mundo totalmente surreal se mostra, custo a acreditar no tamanho das formações, primeira parada: Esqueleto de uma preguiça, mais formações, o jogo de luzes é incrível, cada pedaço do lago é explorado por nossa equipe, e o deleite é geral, não nos damos conta de que quase 01:30 se passaram desde que submergimos, hora de encarar uma subida…para a superfície 72 metros de Jumar (escalar a corda de volta a luz do dia), mas antes um passeio de bote pelo interior da caverna nos mostra mais belezas escondidas, os raios deluz adentrando pelo buraco no topo da caverna nos dão uma sensação de sagrado, poderia gastar páginas e páginas tentando descrever as impressões visuais que tive, melhor ir lá e conferir, imperdível.

No lago dezenas de cones de calcário preenchem o seu entorno, com formações que atingem 19 metros de altura, podendo também ser observadas no passeio que é realizado de bote, mergulhadores certificados, podem fazer mergulhos recreacionais na parte rasa da caverna, na parte seca há um salão com espeleotemas, de uma beleza memorável que a natureza vem esculpindo a milhares de anos. 

O Abismo foi totalmente aberto à visitação em 1999, com o início das pesquisas, treinamento e capacitação de pessoal, o abismo Anhumas tem sua operação turística monitorada, garantindo sustentabilidade na exploração e visitação da caverna causando o menor impacto possível. 

Está política recomenda que somente 18 pessoas participem da aventura por dia. Lembre-se de reservar com antecedência. Para a atividade do rapel é necessário treinamento prévio com os monitores realizado em Bonito.

A visitação ao Abismo Anhumas é composta por uma seqüência de etapas para que você possa realizar o passeio, em total segurança. 

No dia anterior à visitação é realizado um treinamento específico pela equipe do abismo anhumas em Bonito. 

Assim todos podem conhecer as técnicas de descida e ascensão e os procedimentos de segurança que envolvem esta aventura.

mais informações você pode obter aqui: www.abismoanhumas.com.br

Buraco das Araras

Outro lugar fantástico que conhecemos em nossa exploração foi o buraco das araras, uma dolina com 124 metros de profundidade e 160 metros de diâmetro, que possibilita uma visão panorâmica de seu interior, em meio ao cerrado é uma enorme cratera totalmente em arenito recoberta de uma densa mata, um lugar onde diversos pássaros, principalmente as “Araras Vermelhas” adotaram como habitat natural. 

O nome Buraco das Araras surgiu em razão do grande número de araras que habitam o local e fazem verdadeiros espetáculos. Em seu interior fauna e flora bem particulares, com seu ecossistema próprio e um grande lago habitado por jacarés da espécie papo amarelo.

O passeio é uma boa opção, antes ou depois de fazer o passeio ao rio da prata ou quando estiver chegando ou saindo de Bonito. Localizado no Município de Jardim (BR 267) cerca de 53km de Bonito sentido Porto Murtinho e a 5 km do passeio Recanto Ecológico Rio da Prata.

mais informações: www.buracodasararas.tur.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *