Cartagena De Índias: Colorida, Bela e Romântica

Quem já teve a oportunidade de conhecer esta cidade do Caribe colombiano sabe muito bem o porque de visitá-la. A convite da rede de Hotéis Decameron fomos até lá e tivemos a oportunidade de conhecer um pouco das belezas submarinas e terrestres da Ilha de Baru, e da Cidade que com todo reconhecimento mundial e prestígio turístico é tida como um dos pontos mais impressionantes do mundo em termos históricos. Nunca serão exageradas as boas referências sobre ela e as motivações para conhecê-la, pois em cada viagem sempre haverá uma novidade e suficientes razões para voltar a esse Patrimônio Histórico da Humanidade.

São muitas as razões para conhecer e visitar Cartagena, seja por seu Centro Histórico, suas muralhas e seus fortes, pelo céu brilhante e o mar cristalino que com praias lindas e Reservas Ecológicas, o esplendor das ilhas do Rosário e de Barú, pelos múltiplos eventos que acontecem durante o ano, como o Festival de Música Clássica, o “Hay Festival”, as Festas de La Popa e de Nossa Senhora da Candelaria, os festivais de Jazz e de Bolero, o Festival Internacional de Cinema e as Festas da Independência em novembro, quando a cidade também fica repleta das mulheres mais lindas de Colômbia.

Cartagena é um destino ideal para fazer compras, prendas dos famosos desenhistas, artesanatos e jóias na Zona Comercial de Bocagrande ou no Centro Histórico, além de sua saborosa gastronomia, que combina os frutos do mar com a doçura das frutas tropicais e o tempero de várias regiões do mundo, pela alegria que brota da noite com suas 16 praças, nas muralhas ou no interior das “chivas” turísticas que percorrem as ruas cartageneras.

Cartagena possui uma ampla infra-estrutura com todos os tipos de hotéis, o que torna a cidade sede de diversos eventos, congressos e encontros de empresários, chefes de Estado e intelectuais.

As Ilhas e as praias próximas a Cartagena

Para os que visitam Cartagena o litoral é seu principal atrativo e com certeza para os mergulhadores, o fundo do mar. Paisagens de mar límpido, amplas praias, visual pitoresco e o ar salino sem igual que se respira no Caribe.

Em sua zona urbana oferece 19 quilômetros de praias de águas verdes, frias e de mar suavemente agitado, onde se pode praticar desde a simples contemplação da paisagem até diversos esportes náuticos como mergulho e vela. Entre as praias mais visitadas estão a praia de Bocagrande e Laguito, Marbella, Bocachica e a de Baía do Castelo Grande.

Todas as praias são consideradas seguras para banho e não apresentam correntes fortes que coloquem os banhistas em perigo. Ainda assim, as praias mais populares são permanentemente monitoradas e têm bandeiras de segurança que previnem sobre mau tempo e as condições do mar.

Além das praias de Cartagena, encontramos as ilhas das imediações que são um verdadeiro espetáculo tropical de águas cristalinas e riqueza de corais que são o objeto de desejo dos mergulhadores que vem visitar essa região.

Ilha de Boca Chica

Nela é possível visitar As Muralhas de San José. Tem uma praia pública com pequenos lugares para comer, receber uma massagem ou descansar preguiçosamente em uma de suas redes. Para chegar a Boca Chica existem pequenas embarcações que saem pela manhã do Cais dos Pégasos, com retorno à tarde.

Ilha de Baru

Enorme ilha que oferece um espetáculo para os amantes da natureza com praias de areia branca e águas de um azul transparente. Fica localizada ao sul de Cartagena e pode-se chegar a ela via terrestre. O hotel Decameron que nos hospedou confortavelmente durante essa viajem possui um transfer direto que sai da sua unidade no centro de Cartagena para o Decamaron Baru, um Resort da marca que é a grande atração da ilha, indispensável ficar hospedado nele, com muita tranquilidade a Praia Branca e Baru são lugares paradisíacos, onde se pode usufruir além do lazer, do mergulho e dos esportes náuticos, uma excelente gastronomia local. O Hotel conta ainda com a operação de um Dive Center instalado dentro do resort, com embarcações rápidas e guias experientes. A Nautilus Water Sports representada por sua proprietária, Shirly Berrio, nos atendeu e nos levou para conhecer os principais pontos da região.

Como são os mergulhos ?

Bancos Salmedina e “Bajo Burbujas”

São recifes marinhos que ficam na Costa Oeste da Baía de Cartagena. Tem profundidade de 3 a mais de 60 metros. São uma formação de recifes com grande variedade de vida marinha onde os mergulhadores tem a chance de se encontrar com grandes cardumes de peixes de passagem, arraias e tartarugas. É um local muito visitado por se encontrar a uma curta distância de navegação do litoral e da Ilha de Baru

Naufrágios

Além disso, em profundidades que variam de 15 a 20 metros, encontram-se dois barcos afundados, rebocadores que estão localizados lado a lado, possibilitando em um mesmo mergulho visitar os destroços das duas embarcações. As formações de recifes da região são traiçoeiras e no passado causaram o naufrágio de várias embarcações antigas e ainda pode se ver alguns restos desses galeões, no fundo.

Ilhas do Rosário

A menos de duas horas de navegação da costa ou 40 minutos de lancha a partir do Decamareon Baru fica o Arquipélago do Rosário, formado por um conjunto de ilhas que são um destino especial para os amantes da natureza, onde se pode praticar snorkeling e o mergulho Scuba. Formada por 27 ilhas e declaradas Parque Nacional, são um lugar privilegiado da natureza, não só por sua formação de corais multicoloridos, mas também pela variedade do ecossistema marinho que com suas muitas espécies de peixes e boa visibilidade torna-se o ponto alto dos mergulhos na região.

Fatos interessantes

  • Extensão: 120 mil hectares. É considerado um dos lugares de maior biodiversidade do mundo. É composto por cerca de 37 ilhas e ilhotas.
  • Localização: Está localizada no Caribe colombiano, a 45 Km a sudoeste da baía de Cartagena.
  • Rota pelo Mar: De Cartagena, leva-se uma hora para a maioria das Ilhas Rosario, e duas horas até o sistema maior de San Bernardo.
  • Ecossistemas: Pantanais, manguezais, corais moles, costões rochosos, praias arenosas, sargaços, recifes de corais e formações subxerofíticas xerófitas.
  • Animais selvagens: Dentro de sua área identificaram nada menos do que 52 espécies de corais, 125 espécies de protozoários e foraminíferos e 45 espécies de esponjas, 197 espécies de moluscos, caranguejos, ostras e polvos, crustáceos, camarões e lagostas, 132 espécies de celenterados, incluindo águas-vivas e falsos corais, 35 espécies de equinodermos como ouriços-do-mar e estrelas do mar, pepinos do mar, e 215 espécies de peixes. Foram detectadas 31 espécies de aves, destacando a tesoura, o pelicano e o pinguim.
  • Vegetação: Em sua flora destacam-se 113 espécies de algas planctônicas e mangue vermelho.
  • Clima: quente o ano todo, a temperatura da água varia de 26 °C a 30 °C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *